Buscar
  • Kadimah

The Villages' da Flórida, a maior comunidade de aposentados do mundo, vira documentário

Por JORDAN HOFFMAN



Dizem que os opostos se atraem.

Lance Oppenheim ainda era estudante de graduação na Universidade de Harvard quando começou a trabalhar em “Some Kind of Heaven”, um filme sobre idosos que viviam em The Villages, Flórida - a maior comunidade de aposentados do mundo.


Misturando comédia, drama, tragédia e beleza, este documentário muito “cinematográfico” é um tesouro e também, sem dúvida, o prenúncio de uma grande nova voz.

Alguns dos curtas anteriores de Oppenheim foram feitos em conjunto com o The New York Times e é fácil encontrar tópicos em comum.

Seu melhor trabalho é sobre pessoas que vivem na periferia, como o homem rico que viveu exclusivamente em navios de cruzeiro por 19 anos, ou os funcionários da aviação que vivem em pequenos reboques em um estacionamento de longa duração.


The Villages é uma estranha mistura dos dois.

Como um navio de cruzeiro, é uma falsa utopia.

Chamada de “Disneylândia adulta”, ela foi construída do zero com uma história de fundo fictícia e projetada para lembrar cidades americanas que provavelmente nunca existiram. (Um pouco de “Make America Great Again” vibe pairando sobre sua praça central.) E como os trabalhadores temporários pendurando seus chapéus fora de LAX, todos em The Villages sabem que seu endereço atual é temporário.

“Some Kind of Heaven” segue quatro histórias. A primeira é de Anne e Reggie, que estão casados ​​há mais de quatro décadas. Ela é doce, embora um pouco reservada, e ele está claramente no meio de um colapso mental massivo, com uma dependência crescente de drogas psicodélicas. (Isso cria algumas imagens selvagens no campo de golfe.)


Bárbara é uma viúva gentil e um tanto tímida de Boston, saindo lentamente de sua dor. E Dennis - Dennis nem mesmo mora no The Villages.

Ele é um canalha rondando em sua van em busca de um vale-refeição. (Oppenheim encontra uma maneira de humanizá-lo e, no final, você está torcendo para que ele encontre um caminho para a felicidade.)

A quarta história é o burburinho geral do próprio The Villages. (“Alguém deveria fazer um filme sobre este lugar.”)

O filme está no iTunes, Amazon e muitas outras plataformas a partir de 15 de janeiro. Ele também está passando em alguns cinemas.


Fonte Times of Israel

28 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação