Buscar
  • Kadimah

Rivlin concede a Knesset 21 dias para eleger um primeiro-ministro

Depois que as negociações falharam o presidente diz esperar que o legislador possa escolher um primeiro ministro para formar uma coalizão


O presidente Reuven Rivlin informou ao presidente do Knesset, Benny Gantz nesta manhã que seu mandato para formar um governo havia terminado, depois que o líder do partido Azul e Branco não apresentou um governo ao parlamento até o prazo de quarta-feira à noite.


Rivlin anunciou no início desta semana que não entregaria o mandato ao rival de Gantz, o líder do Likud, Benjamin Netanyahu, mas desencadearia o início do período de 21 dias durante o qual todo o Knesset poderá selecionar um candidato para formar um governo.


Passar o mandato ao Knesset dá a Netanyahu e Gantz mais três semanas para fechar um acordo, ou teoricamente abre a porta para outras possibilidades de coalizão.


Segundo a Lei Básica de Israel: O governo, se o Knesset não concordar com um candidato nas três semanas previstas, ele será automaticamente dissolvido e novas eleições serão convocadas.

Se um candidato obtiver 61 votos, essa pessoa terá 14 dias adicionais para formar um governo antes que uma eleição seja convocada.

Rivlin escolheu não dar a Netanyahu outros 28 dias para tentar negociar um governo, como ele poderia ter feito sob a lei.

A medida foi amplamente vista como forçando Netanyahu e Gantz a parar de hesitar e selar rapidamente um acordo de unidade em meio à pandemia de coronavírus. A decisão desta quinta-feira marca apenas a segunda vez na história de Israel que o mandato de formar uma coalizão governamental foi entregue ao Knesset.

A última vez foi após a corrida de setembro de 2019.

Netanyahu e Gantz declararam estar dispostos a ir para uma quarta eleição, mesmo enquanto o país permanece trancado em meio à pandemia de coronavírus.

Pesquisas recentes mostraram o Likud de Netanyahu subindo nas pesquisas, embora chamar uma nova votação nacional durante uma crise seja visto como arriscado, com o clima do público mudando nos meses que antecederam uma eleição que provavelmente aconteceria em agosto.


E você caro leitor o que acha: teremos novas eleições ou Ganz e Netanhayu vão se acertar ?

Anote seu comentário




FONTE - Times of Israel - Por Raoul Wootliff

21 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação