Buscar
  • Kadimah

Rabinos voltam às forças armadas alemãs pela primeira vez desde 1930

"Com isso, a vida judaica está demonstrando retornar ao Bundeswehr", diz a ministra da Defesa alemã Annegret Kramp-Karrenbauer.


O exército alemão está permitindo que os rabinos em sua capelania este ano forneçam apoio a cerca de 300 soldados judeus que servem o país em missões no exterior.


A medida marca o primeiro retorno dos rabinos às forças armadas alemãs desde que foram expulsos pelos nazistas na década de 1930, de acordo com uma reportagem do The New York Times no sábado.

Cerca de 12.000 soldados judeus morreram lutando pela Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial.

Um acordo alcançado no ano passado entre o governo e o Conselho Central de Judeus do país foi aprovado por unanimidade na quinta-feira, permitindo que até 10 rabinos sirvam.

"Com isso, a vida judaica está demonstrativamente retornando ao Bundeswehr" de uma maneira que serve como "uma contribuição visível contra o antissemitismo que cresce diariamente em nossa sociedade em geral", disse a ministra da Defesa alemã Annegret Kramp-Karrenbauer.



A Conferência de Rabinos Ortodoxos do país elogiou a iniciativa, segundo o relatório, como "um sinal importante, especialmente em momentos em que há novamente um campo fértil para o antissemitismo, o ódio da extrema direita e os teóricos da conspiração".

As estatísticas publicadas em maio mostraram que o antissemitismo na Alemanha atingiu seu nível mais alto no ano passado desde que o país começou a registrar os dados, com 90% atribuídos à extrema direita, afirmou o relatório.

Fonte Israel Hayom

118 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação