Buscar
  • Kadimah

Presidente frustrado de Israel ameaça novas eleições - numa tentativa de evitá-las

O Presidente Reuven Rivlin está ficando sem paciência.


O mandato de 28 dias dado ao líder do partido Azul e Branco Benny Gantz para formar o próximo governo expira na segunda-feira à meia-noite.

No sábado à noite, ele escreveu ao presidente pedindo uma prorrogação de 14 dias.


A resposta de Rivlin - ou pelo menos a declaração que o Gabinete do Presidente divulgou à imprensa no domingo descrevendo sua resposta - deu uma guinada no sistema político.


O presidente informou Gantz "que, nas atuais circunstâncias, não será possível estender o prazo para a formação do governo", explicou o comunicado.

"O presidente tomou a decisão depois de conversar também com Benjamin Netanyahu, presidente do Likud, que não confirmou [a alegação de Gantz] de que os dois estavam perto de assinar um acordo que levaria a um governo de unidade".


As manchetes iniciais foram enfáticas: Rivlin nega uma extensão a Gantz.

Com as conversas entre o Likud e o Azul e o Branco travadas depois que o Likud interrompeu as negociações na segunda-feira passada, o longo flerte de Gantz com o primeiro-ministro parecia ter chegado a um fim decisivo.


Então o sistema político parecia ler coletivamente o restante da declaração:


“E se os dois não assinarem um acordo até amanhã [segunda-feira] à meia-noite, e o número de recomendações [para cada candidato] não mudar, o mandato reverterá para o Knesset e começará o período de 21 dias em que os membros do Knesset deverão finalizar a maioria das recomendações para um candidato acordado.

Esse candidato acordado terá 14 dias para montar um governo. ”


Em outras palavras, se Netanyahu nem Gantz obtiveram a maioria do Knesset ou formaram um governo de unidade até o final de segunda-feira, Rivlin pularia sobre Netanyahu e passaria direto para a última volta de 21 dias em que qualquer membro do Knesset que possa reunir a maioria pode tornar-se PM.


Por lei, esses 21 dias devem terminar em um governo ou na dissolução do Knesset e em novas eleições.

Fonte- Times of Israel - Por Haviv Rettig Gur


37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação