Buscar
  • Kadimah

Polícia alemã realiza ataques nacionais contra grupo anti-semita

FRANKFURT AM MAIN, Alemanha - A polícia alemã invadiu quinta-feira locais em todo o país vinculados a um grupo de extrema-direita banido pelo Ministério do Interior, semanas depois que um suspeito extremista matou nove pessoas de origem migrante.

O principal oficial de segurança da Alemanha, Horst Seehofer, proibiu os Povos e Tribos da Alemanha Unida, pela primeira vez em que um grupo associado ao chamado movimento Reichsbuerger foi proibido.

"Estamos lidando com um grupo que distribui escritos racistas e anti-semitas e, ao fazê-lo, sistematicamente envenena nossa sociedade livre", disse Seehofer em comunicado.


O Ministério do Interior disse que cerca de 400 policiais apreenderam armas de fogo, material de propaganda e pequenas quantidades de drogas durante os ataques às casas de 21 membros do grupo.

As autoridades dizem que membros do grupo recém-proibido, cujas atividades foram focadas em Berlim, lançaram ameaças contra autoridades alemãs.


A organização "Povos e Tribos da Alemanha Unida", proibida na quinta-feira, pertence a um movimento mais amplo "Cidadãos do Reich", alimentado por teorias da conspiração.

Os Reichsbuerger têm semelhanças com os movimentos de cidadãos soberanos nos Estados Unidos e em outros lugares. Eles rejeitam a autoridade do estado alemão moderno e promovem a noção de "direitos naturais", muitas vezes misturando essa ideologia com políticas de extrema direita e teorias esotéricas da conspiração.

Seus aderentes entraram em confrontos armados com a polícia.

Fonte: The Times of Israel

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação