Buscar
  • Kadimah

Os salvadores do Holocausto de Roman Polanski serão nomeados 'Justos entre as Nações'

Um neto de Stefania e Jan Buchała aceitará medalha, concedendo-lhes postumamente o título que Israel confere a não judeus que arriscaram suas vidas para salvar judeus dos nazistas

Por CNAAN LIPHSHIZ



Israel vai homenagear o casal que resgatou o cineasta judeu Roman Polanski do Holocausto.


Um neto de Stefania e Jan Buchała aceitará a medalha nomeando-os postumamente como Justos entre as Nações, um título que Israel confere a não judeus que arriscaram suas vidas para salvar judeus dos nazistas, relatou o Haaretz.

A cerimônia acontecerá na Polônia na próxima semana.


Os Buchalas esconderam Polanski, então com 10 anos, de 1943 até o fim da Segunda Guerra Mundial, depois que seu pai o contrabandeou para fora do gueto de Cracovia.


Yad Vashem, o museu estatal do Holocausto de Israel, reconheceu as ações dos Buchałas no ano passado. O casal morreu na década de 1950.


Os Buchalas estão entre os 7.112 poloneses que foram nomeados Justos entre as Nações, a maior contagem de qualquer país.

Os poloneses representam 25% de todos os beneficiários, de cerca de 50 países.

No mês passado, Israel entregou a medalha aos descendentes de quatro casais da vizinha Lituânia: Stanislava e Juozas Gaižauskas; Palionė e Juozas Sturonai; Petronėlė e Pranas Šimka; e Petronė e Vincent Pocius.


A cerimônia fez parte de uma conferência em 24 de setembro na cidade de Kaunas celebrando as ações de Chiune Sugihara, um diplomata japonês que, junto com seu homólogo holandês, Jan Zwartendijk, deu vistos que salvaram milhares de judeus que fugiam do Holocausto.

Zwartendijk, que morreu em 1976, também foi homenageado em um evento separado em Haia. organizado em 22 de setembro pela embaixada da Lituânia na Holanda.

Fonte Times of Israel

16 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação