Buscar
  • Kadimah

Ortodoxos aumentam participação na Organização Sionista

Após dois meses de votação e um aumento sem precedentes na participação, grupos ortodoxos e de direita aumentaram dramaticamente sua participação de delegados americanos no Congresso Sionista Mundial, de acordo com os resultados divulgados segunda-feira.

Mais de um terço dos delegados pertencerão à Coligação Israel Ortodoxa e a Eretz Hakodesh, grupos que pressionarão o Congresso por mais financiamento para escolas religiosas. Apenas cerca de um em cada dez judeus americanos são ortodoxos.


Enquanto o movimento Reforma, o mais liberal dos três principais ramos do judaísmo, terminou mais uma vez em primeiro lugar, sua participação caiu de 39% em 2015 para 25% desta vez.O movimento conservador, o mais centrista das três denominações, também caiu de 17% para 12%.E Hatikvah, a coalizão de organizações judaicas progressistas que visavam os eleitores sionistas liberais descontentes em uma nova campanha de participação eleitoral, mais do que dobrou o número de votos que recebeu, sua participação na delegação geral cresceu de 5% para 6%.


O congresso, que se reúne a cada cinco anos em Jerusalém, supervisiona os gastos de quase US $ 5 bilhões em cinco anos em causas judaicas em Israel e em todo o mundo, e nomeia membros do conselho para outras importantes organizações judaicas - como a Agência Judaica de Israel, a Fundo Nacional Judaico e Organização Sionista Mundial - que gastam bilhões de dólares próprios.


O interesse nas eleições, que decorreu de 21 de janeiro a 11 de março, foi maior este ano do que em décadas.O Movimento Sionista Americano, que organiza as eleições, disse que houve 123 mil votos, mais que o dobro da eleição anterior e o maior número de votos desde que o atual sistema de votação entrou em vigor 30 anos atrás.


O resultado mais surpreendente foi do novo grupo Eretz Hakodesh, que alcançou 16% e, geralmente, representava aqueles do lado político e religioso conservador do espectro ortodoxo.Eles foram explícitos ao votar não apenas a favor de seu partido, mas contra os liberais."A comunidade da Torá deve votar, para impedir que os valores dos movimentos liberais se infiltrem na atmosfera da Torá de Eretz Yisrael",diz o grupo em seu site.


Os Estados Unidos enviarão 152 dos 500 delegados do congresso, cerca de um terço do total, com o número de delegados por partido proporcional aos resultados (uma lista que recebe 10% dos votos recebe 10% dos delegados).Israel também enviará um terço dos delegados, com base nos resultados das mais recentes eleições israelenses, e o resto dos países da diáspora judaica também se combinam para formar o terço final.


Aiden Pink é o vice-editor de notícias do Forward.


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação