Buscar
  • Kadimah

O tenista russo-israelense Aslan Karatsev vence Dubai Open, seu primeiro título

O atleta, que joga pela Rússia, mas cresceu em Israel, continua sua temporada notável após uma corrida impressionante até as semifinais do Aberto da Austrália



O russo-israelense Aslan Karatsev continuou sua temporada notável vencendo seu primeiro título do ATP Tour no sábado, derrotando Lloyd Harris na final de Dubai.

O jogador de 27 anos, que se tornou o primeiro homem a chegar às semifinais em sua estreia no Grand Slam no Aberto da Austrália no mês passado , ultrapassou o sul-africano Harris por 6-3, 6-2.

“Nunca se sabe quando [o sucesso] está chegando”, disse Karatsev, que foi o primeiro wildcard a ganhar o título de Dubai desde Thomas Muster em 1997. “Fiz um bom trabalho com minha equipe, com meu treinador e isso aconteceu agora, " ele disse.

Foi sua primeira final de simples ATP, depois de vencer um evento pela primeira vez em turnê no torneio de duplas da semana passada em Doha, ao lado do compatriota russo Andrey Rublev.

Karatsev joga pela Rússia, mas cresceu e treinou em Israel e fala hebraico fluentemente. Ele deixou Israel quando jovem e, nas últimas semanas, os líderes da Associação de Tênis de Israel balançaram a cabeça por não terem identificado e cultivado seu talento.


Entrevistado no mês passado no Aberto da Austrália, Karatsev foi questionado sobre sua origem, incluindo sua herança judaica e seus anos em Israel.

“Sua família é judia russa?” ele foi perguntado. "Sim", disse ele, "meu avô do lado da minha mãe, sim."

Karatsev nasceu em Vladikavkaz, Rússia, mas “me mudei para Israel quando tinha três anos com minha família e comecei a praticar lá, em Tel Aviv-Jaffa”, disse ele.

“Eu cresci lá, praticando lá até os 12 anos, e depois me mudei de volta para a Rússia com meu pai. Na época eu morava em Rostov ... pratiquei lá até os 18 anos, depois comecei a praticar em Moscou ”.

Posteriormente, ele se mudou para Halle, na Alemanha, e depois para Barcelona, ​​e nos últimos três anos tem treinado com o técnico Yahor Yatsyk em Minsk, na Bielo-Rússia, disse ele.


Como um jovem e entusiasmado jogador em Israel, ele conheceu e jogou contra Amir Weintraub, que viria a se tornar um dos melhores tenistas profissionais israelenses (com a maior classificação mundial de 161), de acordo com o site de esportes One em idioma hebraico.

Embora ele mostrasse um potencial óbvio, dificuldades financeiras impediram Karatsev de desenvolver seu talento natural, disse o site, e ele acabou retornando à Rússia com seu pai. Sua mãe e irmã permaneceram em Israel.

Nos últimos anos, Karatsev tem viajado para competições em toda a Europa, mas, até recentemente, sem grande sucesso.

Quando os torneios de tênis foram reiniciados em agosto passado, após uma pausa de cinco meses devido ao COVID-19, no entanto, ele ganhou 18 de suas últimas 20 partidas do ATP Challenger Tour, incluindo dois troféus.

Cerca de um ano atrás, ele visitou Israel para resolver alguns assuntos pessoais, de acordo com o site One.

Enquanto treinava em Tel Aviv, Karatsev, que ainda tem passaporte israelense, mostrou aos moradores que, além de suas habilidades com a raquete, ele ainda fala hebraico fluentemente.

Em setembro, Weintraub abordou o então presidente da Associação de Tênis de Israel, Avi Peretz, sobre Karatsev e juntos tentaram convencê-lo a jogar por Israel.

No entanto, Karatsev já havia se inscrito para a Copa Davis como jogador russo.

Fonte Times of Israel

222 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação