Buscar
  • Kadimah

O gênio israelense da impressão 3D se torna membro sênior da 'National Academy of Inventors'

Noam Eliaz é o primeiro não americano a se tornar um membro sênior da National Academy of Inventors, em reconhecimento por suas 'contribuições para o ecossistema de inovação'

Por NATHAN JEFFAY




Um israelense pioneiro da impressão 3D tornou-se um membro sênior da National Academy of Inventors, tornando-o o primeiro cientista baseado fora dos Estados Unidos a obter o status.


“É um reconhecimento pela minha pesquisa, mas também, em certo sentido, uma marca de respeito pela ciência israelense”, disse Noam Eliaz, professor de ciência dos materiais e engenharia da Universidade de Tel Aviv.


Eliaz disse que vê o elogio como uma reflexão sobre o seu trabalho anterior, mas também como um sinal de confiança nos seus projetos atuais.

Ele espera que esses projetos levem a novas aplicações para impressão 3D, incluindo a base para carros e aeronaves de "autocura".


Eliaz foi indicado para seu novo cargo, que será conferido oficialmente em cerimônia na Flórida no próximo ano, depois que um acadêmico americano o ouviu falar na China e se interessou por seu trabalho.

A academia disse que o escolheu em reconhecimento às suas “tecnologias que trouxeram, ou aspiram a trazer, um impacto real no bem-estar da sociedade” e “contribuições para o ecossistema de inovação”.


O trabalho de Eliaz se concentra em tornar os materiais mais versáteis, mais fortes e, muitas vezes, também utilizáveis ​​na forma nano.

As aplicações variam de revestimentos de fosfato de cálcio para implantes dentários e ósseos a nano-revestimentos eletroquímicos usando o metal rênio que são implantados em motores de aeronaves e na parte externa de satélites, para protegê-los em altas temperaturas e ambientes agressivos.

Ele patenteou os revestimentos de rênio em 2016.


Eliaz também desenvolveu novas aplicações para ferrografia, um método especial de análise de óleo usado para estudar o desgaste de partículas em componentes de máquinas.

A Força Aérea israelense usou sua pesquisa para melhorar o monitoramento de helicópteros e, em 2010, a selecionou como tendo o terceiro maior impacto na IAF entre todos os projetos de engenharia realizados no campo de materiais ao longo de sua existência.

Fonte Times of Israel

120 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação