Buscar
  • Kadimah

Ministério Público Federal pede para que obras do Memorial do Holocausto sejam interrompidas


O Ministério Público Federal ingressou com ação civil pública, com pedido de liminar, contra a Associação Cultural Memorial do Holocausto.

Pede para suspender toda a obra, inclusive a subterrânea, no Morro do Pasmado, em Botafogo, no Rio.

É que o Morro do Pasmado é tombado pelo Iphan, e o MPF pede para que a construção seja interrompida até o julgamento do mérito.

O pedido ao MPF foi feito pela Federação das Associações de Moradores do Município do Rio de Janeiro (FAM-Rio). (Noticia publicada na coluna de Ancelmo.com)


Querem demolir o Memorial do Holocausto - por Israel Blajberg

Lamentavelmente, a noticia chega às vésperas do dia mais sagrado, Yom Kipur - Dia do Perdão.

Não, você não está lendo errado .... uma ação civil pública pretende que o belíssimo Memorial do Holocausto no Morro do Pasmado, no Parque Isaac Rabin pare as obras já praticamente terminadas, bem como venha a demolir todas as construções já realizadas.


Até o Morro ficou Pasmado ... certamente há inúmeras causas importantes ... mas esta não parece ser uma delas ... o Rio é uma das últimas cidades importantes do mundo que ainda não possui um memorial do Holocausto.

Geralmente ficam situados em locais icônicos das cidades, como o de Boston, no centro histórico, diante da taverna mais antiga da América, o de Berlin, em meio aos edifícios que antes abrigaram a máquina nazista, o de Montevideo, na praia mais badalada da cidade, enfim não faltam exemplos de memoriais associados a paisagens importantes como o nosso, sem objeções quanto a localização.

O Holocausto foi um acontecimento infame, único, uma agressão sádica e inominável à toda Humanidade, de modo que nada pode sobrepor a sua lembrança, mormente em nome da legislação sobre patrimônio mundial.

Não há mais significativo exemplo de patrimônio mundial que o Holocausto. Pelo contrario, o Memorial do Pasmado não prejudica a paisagem, ele se soma ... naquele morro, clamarão do infinito as vozes de 6 milhões de mártires que pereceram pelo Sagrado Nome.. suas almas, do Jardim do Eden, sofrem com a indiferença à sua sorte... elas chamam à razão os que não querem lembrar ... aquela coluna no alto do morro, diante da qual está gravada em letras de fogo o mandamento NAO MATARÁS ... de chocante capital simbólico ... Tanto mal já foi feito na face da terra ... não permitir que as vitimas da maldade universal possam merecer uma ultima homenagem será sacrificá-las mais uma vez!

Já bastam os crimes que os bárbaros nazistas perpetraram. não nos conformamos que uma vitória póstuma possa ser concedida aqueles que tiveram a marca de Caim impressa na sua fronte ...

150 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png
Image by True Agency

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação