Buscar
  • Kadimah

Músicos de jazz pedem colaboração para unir negros e judeus contra o antissemitismo e racismo

Hoje estamos nos reunindo não apenas para celebrar a rica herança cultural de judeus e negros americanos, mas também para assumir uma postura ativa e coletiva contra o racismo.” Sacha Roytman Dratwa


Após um recente aumento de tensões entre elementos das comunidades Judaica e Negra nos EUA, organizadores de dois importantes órgãos comunitários se reuniram e iniciaram uma celebração cultural para reunir as comunidades e tomar um posição firme contra o antissemitismo e o racismo.

O Jazz Leadership Project, o Combat Antisemitism Movement (CAM) e a American Sephardi Federation lançaram a conferência “Fighting Antisemitism and Racism Together”, realizada de 24 a 25 de outubro de 2021.


O evento observou que as ideologias emergentes estavam alimentando o crescimento do antissemitismo e do racismo.

Os participantes enfatizaram que, em um mundo onde as parcerias intercomunais são essenciais para o desenvolvimento das sociedades, e em um país tão diverso como os Estados Unidos, os negros e judeus americanos não devem permitir que sua aliança de longa data vacile.

Em particular, foi observado que o preconceito racial e o antissemitismo ainda representam um perigo claro e presente para as comunidades negras e judaicas americanas hoje.

A única maneira de alterar essa realidade perturbadora e construir um futuro melhor é trabalharmos juntos para uma mudança positiva, como as comunidades fizeram no passado.

No evento, os organizadores lembraram aos participantes a longa tradição de cooperação entre as duas comunidades, culminando com o famoso apoio da comunidade judaica à luta de Martin Luther King pela igualdade nos Estados Unidos.

Os organizadores se manifestaram contra as tensões crescentes entre as duas comunidades, como visto nos últimos anos e meses, incluindo um aumento dramático na retórica anti-Israel usando linguagem antissemita, conforme definido pela amplamente aceita Definição Internacional de Antissemitismo (IHRA).

O evento contou com a entrega de um prêmio em homenagem a Albert Murray , o fundador da filosofia do jazz que trabalhou para reduzir a tensão racial, promovendo os valores de uma sociedade multicultural por meio da música.


O prêmio foi entregue ao renomado artista, músico e compositor Wynton Marsalis, que comanda o Lincoln Center Jazz Program.

O prêmio foi apresentado por Lewis P. Jones, que explicou: “O prêmio é concedido a pioneiros e ao esforço coletivo para construir um futuro mais harmonioso, livre de racismo e antissemitismo”.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png
Image by True Agency

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação