Buscar
  • Kadimah

Israel destruiu esconderijo de armas no centro da Síria em raro ataque diurno

Damasco nega explosão causada por Israel, diz que foi 'erro humano'; Monitor de guerra da Síria diz que ataque atingiu o armazém de armas do Hezbollah, no segundo suposto ataque das FDI em menos de 12 horas

Por Judah Ari Gross


Israel bombardeou um armazém de munições no centro da Síria na manhã de sexta-feira, em um raro ataque diurno que provocou uma explosão maciça, de acordo com relatos da Síria.

O ataque parecia ser o quinto ataque atribuído a Israel contra forças ligadas ao Irã na Síria nas últimas duas semanas, ocorrendo menos de 12 horas depois que helicópteros israelenses atacaram forças apoiadas pelo Irã nas Colinas do Golã na Síria na noite de quinta-feira.

O monitor de guerra do Observatório Sírio para os Direitos Humanos disse que o esconderijo de armas que foi bombardeado na manhã de sexta-feira por Israel estava localizado fora de Homs e continha mísseis e munições pertencentes ao grupo terrorista do Hezbollah, apoiado pelo Irã.


Damasco negou oficialmente que Israel foi responsável pela explosão, dizendo que foi o resultado de "erro humano" durante o transporte de munições, informou a agência de notícias estatal síria SANA.


Isso foi amplamente visto pelos analistas de defesa como uma tentativa de encobrir mais um ataque israelense em solo sírio.

Segundo a mídia síria, o ataque desencadeou enormes explosões secundárias, aparentemente quando as munições dentro do armazém detonaram.

A SANA informou que pelo menos 10 pessoas ficaram feridas nas explosões.


O ataque matinal de sexta-feira, que seria um ataque diurno altamente irregular, embora sem precedentes, ocorreu menos de um dia após um ataque de Israel contra forças pró-iranianas no sul da Síria.

Pouco depois da meia-noite da sexta-feira, a Síria acusou os helicópteros israelenses de disparar pelo menos cinco mísseis contra alvos nas Colinas do Golã, na fronteira com Israel.


A SANA disse que o ataque com mísseis na área de Quneitra causou "apenas danos materiais". Não registrou nenhuma vítima ou especificou o que foi alvejado.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos também informou sobre os ataques, dizendo que eles tinham como alvo posições militares de forças iranianas e milícias pró-Irã.

O ataque segue uma série de ataques às forças ligadas ao Irã na Síria nas últimas semanas.


O ministro da Defesa Naftali Bennett na terça-feira pareceu confirmar que Israel era responsável por ataques contra forças pró-iranianas na Síria, dizendo que os militares estavam trabalhando para expulsar Teerã do país.



"Passamos de bloquear o entrincheiramento do Irã na Síria para forçá-lo a sair dali, e não vamos parar", disse Bennett em comunicado.

Fonte Times of Israel



610 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação