Buscar
  • Kadimah

Imigrantes sul-americanos chegam a Israel após 40 dias no limbo

Grupo de 137 brasileiros e argentinos ficaram presos pelo fechamento do aeroporto de Israel por coronavírus e restrições europeias às conexões

Por MARCUS M. GILBAN



Um grupo de 137 imigrantes do Brasil e da Argentina desembarcou em Israel na segunda-feira após 40 dias de limbo provocado pelo fechamento de seu principal aeroporto internacional por Israel no mês passado e pela restrição da Europa a latino-americanos de fazer conexões por meio de seu aeroportos.

Parte do grupo deveria voar de São Paulo em janeiro, mas esses planos foram engavetados depois que Israel encerrou todos os voos, exceto voos de emergência e de carga para o Aeroporto Ben Gurion em 24 de janeiro.

O aeroporto foi parcialmente reaberto duas semanas depois, mas as entradas foram limitadas e ainda mais complicado pela incapacidade de fazer voos de conexão através da Europa.

Atualmente não há voos diretos programados entre Brasil e Israel. “Houve momentos em que pensei que íamos desistir.

Foi um exercício contínuo de paciência, persistência e desejo ”, disse Geni Gelman, que desde 23 de janeiro estava hospedada com a mãe de 89 anos em um hotel do aeroporto do Rio. A maioria dos imigrantes pediu demissão de seus empregos, abandonou suas casas e retirou seus filhos da escola antes do voo programado para 25 de janeiro.

Alguns passageiros de cidades remotas do Brasil haviam voado para São Paulo e estavam hospedados em hotéis antes de seu voo para Israel. O impasse foi quebrado graças a uma parceria entre a Agência Judaica e a Sociedade Internacional de Cristãos e Judeus, uma instituição de caridade que ajuda a facilitar a imigração para Israel.

As organizações se uniram para fretar um avião e obter autorizações que permitissem que os imigrantes fossem incluídos entre as 200 chegadas permitidas em Israel a cada dia. “Quando as organizações de aliyah trabalham juntas, a união faz a força”, disse Gladis Berezowsky, a presidente da Olim do Brasil, uma organização sem fins lucrativos que serve como a voz oficial dos imigrantes brasileiros em Israel.

Desde 2016, uma média de 650 pessoas imigraram do Brasil para Israel a cada ano.

O difícil clima econômico no Brasil, combinado com a violência urbana e a corrupção política, têm impulsionado os brasileiros que buscam uma melhor qualidade de vida em Israel. “O voo foi sublime, uma das coisas mais emocionantes da minha vida”, disse Ricardo Balassiano, que chegou a Israel com sua esposa, dois filhos e os pais de sua esposa.

“O sentimento geral é que afinal valeu a pena.”

Fonte Times of Israel

79 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

© 2020 por Revista KADIMAH. Uma empresa Nessim Hamaoui Editor

CONTATO

Tel: (11) 3259-6211
WhatsApp: (11) 98541-2971
Horário de atendimento: 10h as 16h