Buscar
  • Kadimah

Holandeses ameaçam multar lojas que vendem vinho de Hebron com etiqueta 'made in Israel'

Aviso ocorre durante a inspeção governamental do Israel Products Center, um importador e loja de varejo administrada por cristãos para o grupo de Israel

Por CNAAN LIPHSHIZ




Os inspetores do governo holandês disseram que multariam uma loja que vende vinho da cidade de Hebron, na Cisjordânia, que é rotulada como fabricada em Israel.

O alerta ocorreu durante uma inspeção no dia 10 de julho no Israel Products Center, um importador e loja de varejo administrada pelo grupo pró-Israel Christian for Israel. Em um comunicado, o centro disse que dois agentes da Autoridade Holandesa de Segurança de Alimentos e Produtos para Consumidores não confiscaram nenhum produto, mas alertaram que o centro pode sofrer multas por violar os requisitos de rotulagem. O centro disse que não cumpriria. Em 2015, a Comissão Europeia adotou regulamentos que proíbem a rotulagem de produtos de áreas que considera ocupadas por Israel como tomadas em Israel, uma decisão que descreveu como motivada pelo desejo de fornecer aos compradores informações precisas sobre a proveniência do produto. Os regulamentos são vinculativos, mas a Comissão Europeia tem recurso limitado contra os infratores.

Até o momento, o governo holandês não multou ninguém por rotular violações. O rabino holandês Binyomin Jacobs acusou o ministério de seguir um padrão duplo. "Por que inspecionar produtos israelenses, mas nenhum da China, que ocupa o Tibete, ou mercadorias de Marrocos, que ocupa o Saara Ocidental, ou a Turquia (norte de Chipre), a Rússia (Crimeia)?" Jacobs disse em um comunicado.

Fonte Times of Israel

447 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação