Buscar
  • Kadimah

Herói polonês do holocausto recebe festa surpresa pelo seu 100º aniversário

Por Thaís Garcia


Jozef Walaszczyk, à esquerda, é recebido por Edward Mosberg, no centro, e Jonny Daniels em sua comemoração dos seus 100 anos, em Varsóvia, Polônia, em 14 de novembro de 2019. Foto: From the Depths.

O herói polonês do holocausto, Jozef Walaszczyk, recebeu uma festa surpresa pelo seu 100º aniversário. Ele acreditava que estaria participando de mais uma cerimônia memorial do Holocausto em sua cidade natal, Varsóvia, na Polônia. No entanto, foi surpreendido quando uma Ferrari parou em seu prédio para levá-lo ao evento.


Segundo o JTA, Walaszczyk é o mais antigo “Justo entre as Nações” da Polônia, um título dado pelo Museu do Holocausto Yad Vashem, de Israel, a não-judeus que arriscaram suas vidas para salvar judeus durante a perseguição.


Houve um pouco de “negociação” com Walaszczyk para entrar no famoso carro esportivo, mas uma vez sentado, ele foi levado para a festa de aniversário organizada em sua homenagem e de mais outros 19 socorristas da Polônia, Bielorrússia, Albânia e outros países.

“Fiquei tão surpreso e honrado que tudo isso foi feito pra mim. Foi a mais bela surpresa que já tive na minha vida”, disse Walaszczyk a repórteres que o esperavam em um restaurante no famoso Palácio Zamoski.

Como gerente de uma fábrica nos arredores de Varsóvia, Walaszczyk ajudou a proteger 30 judeus após a invasão dos nazistas. Ele também levou uma mulher judia para dentro de seu lar que era procurada pela Gestapo (polícia secreta nazista) e arranjou papéis falsos para ela.


A mulher, Irena Front, foi presa mais tarde. Walaszczyk subornou a polícia para libertá-la e outros 20 judeus, alguns dos quais se mudaram para seu apartamento. Ele contratou uma empregada para cuidar deles. Quando foram presos em 1944, Walaszczyk mais uma vez os salvou e os colocou em um esconderijo rural. Ele continuou a ajudá-los após o fim da guerra.

“Fiz o que fiz porque era o certo. Nunca fiz isso para ser honrado ou elogiado mais tarde”, disse ele durante a festa de aniversário.

Edward Mosberg, um sobrevivente do Holocausto de 93 anos de Nova Jersey nos EUA e presidente honorário do “From the Depths”, o grupo memorial do Holocausto que organizou a festa surpresa, viajou a Varsóvia, sob supervisão médica para tratamento do câncer, para participar do evento.

“Esses heróis fizeram algo que a maioria de nós nunca faria. Por isso estou honrado e considero um privilégio vir à Polônia e ter a oportunidade de passar um tempo com eles”, disse Mosberg.

Jonny Daniels, ativista israelense de 33 anos que fundou o grupo “From the Depths” na Polônia em 2014, disse que sua geração deve “fazer tudo o que puder para mostrar nossa honra e respeito aos socorristas o máximo que pudermos” e mencionou que pessoas como Walaszczyk  são “um farol de luz em um tempo de absoluta escuridão”.


_________

Fonte: Conexão Política

17 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação