Buscar
  • Kadimah

Hadassah em negociações para abrir hospital em Dubai

O chefe do centro médico de Jerusalém diz que a proposta pode transformar o Hadassah em uma 'potência médica nos Emirados Árabes Unidos'


O Hadassah Medical Center está em negociações para abrir um hospital em Dubai, disse o chefe do hospital israelense na segunda-feira, após o acordo entre Israel e os Emirados Árabes Unidos para normalizar as relações diplomáticas.


Confirmando uma notícia de que esteve em Dubai na semana passada, Zeev Rotstein saudou a oferta para construir um hospital em Dubai, mas ressaltou que as negociações ainda estão em um estágio inicial.


“Esta proposta é uma revolução - estabelecer o Hospital Hadassah como uma potência médica nos Emirados Árabes Unidos”, disse ele à emissora pública Kan.


De acordo com Kan, o Hadassah receberia fundos significativos com a proposta, que faria com que alguns médicos e departamentos de pesquisa fossem transferidos de Jerusalém para Dubai.


“Meu sucesso é o sucesso do Hadassah em Jerusalém, mas pode muito bem ser que o governo ou o Ministério das Finanças pensem que o Hadassah é algo supérfluo no país”, disse Rotstein.

“Pode ser que este centro [médico], que inclui os melhores médicos que conheço, se encontre em outro lugar.”

Seus comentários foram feitos enquanto o Hadassah lida com uma crise orçamentária que foi agravada pela pandemia do coronavírus, com o hospital buscando fundos do governo para preencher a lacuna.


Rotstein negou usar a oferta de Dubai como alavanca nas negociações com o Ministério da Fazenda.

“O Tesouro precisa decidir se está interessado na continuidade da existência do Hadassah como um dos principais hospitais de Israel ou não.

Do contrário, precisamos buscar alternativas.

Minha esperança é que o Hadassah permaneça em Jerusalém e que não precisemos ir a outro lugar ”, disse ele.

No domingo, o gabinete ratificou o acordo de normalização entre Israel e os Emirados Árabes Unidos, que foi assinado pelos dois países durante uma cerimônia no mês passado na Casa Branca. O tratado entrará em vigor assim que o governo de Abu Dhabi também ratificar o acordo, o que se espera que o faça em breve.

Fonte Times of Israel

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação