Buscar
  • Kadimah

Eleições para a Organização Sionista Mundial

por Andrea Kulikovsky





Minha ligação com Israel surgiu no Bialik, onde aprendi a centralidade daquele país, Nossa Terra, para o Judaísmo; e foi materializada quando participei do Tapuz (quem lembra desse programa!?).

Há 3 anos atrás, participei de uma conferência em Israel que mudou completamente o rumo da minha vida e da minha ligação com a magia de Jerusalém.

Naquela oportunidade, li a Torá no Kotel com um grupo maravilhoso de mulheres da América Latina e voltei estudante de rabinato.

Em virtude do meu envolvimento no Movimento Reformista, recebi o convite do Arzenu para ir, em outubro passado, à Vaadat Hapoel da WZO – World Zionist Organization (Organização Sionista Mundial), que acontece todo ano em Israel.

Aceitei sem saber exatamente do que se tratava.

Ir para Israel para aprender e ajudar era explicação suficiente para mim. Embarquei em mais uma viagem transformadora.

Fundada por Theodor Herzl no Primeiro Congresso Sionista da Basileia, Suíça, em 1897, a WZO atua como o Parlamento do Povo judeu, sendo responsável por designar representantes para a Agência Judaica (Sochnut), o Fundo Nacional Judaico (KKL) e outras agências afiliadas.

A WZO se vale do Congresso Sionista Mundial para estabelecer suas políticas e eleger internamente seus líderes.

O Congresso Sionista Mundial (WZC) é o órgão legislativo da Organização Sionista Mundial.

O Congresso se reúne a cada cinco anos em Jerusalém, sendo o único órgão no qual todos os judeus do mundo são representados democraticamente.

Entre outras atribuições, ele escolhe a liderança da WZO bem como a do Keren Kayemet leIsrael (JNF Israel).

Lá são tomadas decisões que influenciam na destinação de centenas de milhares de dólares em financiamentos a projetos em Israel e nas comunidades judaicas do mundo.

Só o judeu do mundo entende a influência que a política Israelense tem em nossas vidas; a frustração de ter sua própria segurança ameaçada nas sinagogas, escolas judaicas e clubes locais, em virtude das decisões tomadas por um Estado onde não temos representação ativa.

Na WZO entendi que posso participar das discussões sobre políticas israelenses e, finalmente, sentir que, mesmo não morando em Israel, tenho a possibilidade de ter minha opinião registrada, minha voz ouvida e legitimada.

Há um espaço em Israel de participação ativa dos judeus que vivem ao redor do mundo, este lugar é a WZO.

Por ser uma judia reformista e sionista, acredito em um Estado de Israel mais equitativo e pluralista, com uma sociedade na qual a diversidade do povo judeu seja levada em conta, onde todas as pessoas e correntes do judaísmo sejam igualmente importantes e livres para se expressarem.

Entendo que é necessário promover um trabalho em conjunto entre Israel e Diáspora para fortalecer um sionismo que reflita os valores progressista; que precisamos expandir e aprofundar as conexões entre judeus dentro e fora de Israel.

Para tanto, é extremamente importante envolver o povo judeu de todo o mundo na responsabilidade de fortalecer um sionismo centrado em Israel como Estado judeu, um estado democrático inspirado por valores progressistas.

Este trabalho de envolvimento e representação acontece no WJC e na real representatividade da comunidade judaica mundial na WZO.

Para os reformistas, como eu, este trabalho de acontece através do Arzenu, que é o braço progressista do sionismo mundial, a voz política dos valores judaicos reformistas de justiça, equidade, pluralismo e tolerância, junto aos órgãos governamentais da WZO.

Para o próximo mandato de 5 anos, os movimentos Reformista e Conservador uniram-se por esta agenda comum e pelo fortalecimento da representatividade da real comunidade brasileira no congresso do povo judeu, concorrendo juntos através da chapa “Israel Plural e Democrática”.

Se você é maior de 18 anos, é uma judia ou judeu liberal residente no Brasil, e deseja orgulhar-se de um Estado de Israel onde haja respeito e convivência pacífica entre todas as pessoas que lá vivem, e onde o seu judaísmo seja reconhecido e possa ser praticado livremente, conheça as chapas e partidos que estão concorrendo, envolva-se na campanha, aprenda mais sobre Israel e vote de acordo com sua ideologia.

Seu voto é a única oportunidade democrática que você tem para influenciar a sociedade israelense, enquanto continuamos nossos esforços em prol da igualdade, pluralismo e tolerância.

256 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação