Buscar
  • Kadimah

Eleições em Israel: Iniciando as conversações Rivlin convida Netanyahu e Gantz



Após concluir as reuniões com os representantes do partido para ouvir suas recomendações sobre quem deve formar o próximo governo, e nem o Primeiro Ministro Benjamin Netanyahu nem o Presidente da Azul e Branco Benny Gantz receberam apoio majoritário no novo Knesset, o Presidente Reuven Rivlin  fez um convite para uma reunião entre os dois na tentativa de avançar no processo de construção de coalizões.


Netanyahu e Gantz confirmaram que compareceriam à reunião hoje a noite

Logo após o apelo de Rivlin, Netanyahu, falando em uma reunião do partido Likud no Knesset, disse que "o único governo que pode ser formado é um governo de ampla unidade" entre seu Likud e o centrista Azul e Branco.


“Vamos colocar as coisas da mesa: queríamos formar um governo de direita. Infelizmente, isso não foi possível porque não recebemos assentos suficientes para isso. Gantz queria formar um governo do outro lado. Ele também não recebeu assentos suficientes para fazê-lo. Portanto, o único governo que pode ser formado é um governo de ampla unidade entre nós. A única maneira de chegar a esse governo é sentar e conversar ”, continuou ele.

O presidente tem o poder de nomear um dos 120  eleitos como o próximo potencial primeiro ministro de Israel. O primeiro-ministro designado deve então tentar formar uma coalizão que conquiste o apoio da maioria dos membros do Knesset.


Depois que um candidato é escolhido pelo presidente, esse indivíduo tem 28 dias para apresentar uma coalizão ao novo Knesset e obter um voto de confiança. O presidente pode estender esse período por até 14 dias.


Se o candidato falhar, o segundo candidato mais provável terá chance de formar uma coalizão. Se o segundo candidato fracassar, novas eleições serão convocadas, a menos que qualquer um dos 120 deputados tenha o apoio de 61 legisladores que apoiam sua liderança.


_____

Fonte: Times of Israel

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação