Buscar
  • Kadimah

Dieta que elimina a gordura do fígado com os benefícios das plantas, revelada por israelenses

Pesquisadores de Beersheba e seus colaboradores em Harvard dizem que adaptaram a dieta mediterrânea para torná-la duas vezes mais eficaz na eliminação de gordura do fígado

Por NATHAN JEFFA



Pesquisadores israelenses dizem que encontraram uma dieta que reduz significativamente a gordura do fígado, ajustando o regime tradicional do Mediterrâneo para incluir verduras especiais.


“Por mais de 20 anos, nossa equipe de pesquisa demonstrou, por meio de testes rigorosos e randomizados de longo prazo, que a dieta mediterrânea, rica em grãos integrais, frutas, vegetais e nozes, é a mais saudável”, disse a epidemiologista Prof. Iris Shai.

“Agora, descobrimos que mudanças específicas nesta dieta podem causar uma grande redução na gordura do fígado.”


Em um estudo de 18 meses com 294 participantes conduzido no sul de Israel, dois terços dos participantes comeram uma dieta mediterrânea e se exercitaram regularmente.

Eles perderam peso em quantidades semelhantes, mas aqueles que comeram a versão “verde” adaptada, com menos carne, mais produtos vegetais e muito chá verde, viram benefícios específicos em seu fígado.


“Mesmo que a Dieta Mediterrânea e a Dieta Verde Mediterrânea levem à igual perda de peso em geral, a perda de gordura no fígado foi dobrada entre aqueles que fizeram a dieta verde”, disse Shai ao The Times of Israel.


“O fígado é tão importante para a saúde humana em geral, e a doença hepática gordurosa tem amplas implicações, mas há uma falta de tratamentos com medicamentos e uma falta de protocolo alimentar além da perda de peso geral, o que torna esta descoberta importante”.

A dieta modificada visa altos níveis de polifenóis, compostos orgânicos produzidos pelas plantas, aparentemente para se proteger do estresse.


O estudo conduzido por Shai, professora da Universidade Ben Gurion de Negev em Beersheba e professora adjunto da Escola de Saúde Pública de Harvard TH Chan, foi publicado recentemente na revista revisada por pares Gut.

Vários estudiosos de Harvard estiveram envolvidos no estudo.

Um dos itens da dieta é uma planta aquática chamada mankai, que uma empresa israelense, a Hinoman , está comercializando como um superalimento.

Shai é uma consultora da empresa.

Estima-se que 20 a 35% dos adultos têm doença hepática gordurosa, uma condição que os médicos dizem que aumenta o risco de resistência à insulina, diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares, bem como diminuição da diversidade do microbioma intestinal e desequilíbrio microbiano.

Mas nenhuma droga está disponível atualmente e a única intervenção é a perda de peso e redução do consumo de álcool.

)

A dieta é rica em vegetais, inclui uma ingestão diária de nozes (28 gramas) e menos carne do que uma dieta mediterrânea regular. É enriquecido com itens verdes, incluindo três a quatro xícaras de chá verde por dia e 100 gramas de um shake verde mankai.

Shai disse:

“Acreditamos que existam componentes como polifenóis e fibras que modificam o microbioma e que fazem essa dieta ajudar a limpar a gordura do fígado”.

Fonte Times of Israel

157 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação