Buscar
  • Kadimah

Chegadas de turistas a Israel teve queda de 81% em 2020

A crise do COVID-19 destruiu as esperanças de um ano recorde, pois os céus fecharam e as viagens foram proibidas.


Cerca de 850.000 turistas entraram em Israel ao longo de 2020 - uma diminuição de 81,3% em relação ao ano anterior, disse o Ministério do Turismo em um comunicado na quinta-feira.


Com a eclosão do novo coronavírus que se espalhou pelo mundo em fevereiro e março, um ano que começou com otimismo para outro ano recorde de chegadas de turistas em Israel foi interrompido com céus fechados sem precedentes e uma indústria sofrendo com suas feridas financeiras.


A indústria do turismo, que anualmente rola receitas de dezenas de bilhões de shekels, foi uma das indústrias mais atingidas pela crise do COVID-19.

De acordo com o ministério, cerca de 200.000 empregadas no turismo perderam seu sustento e algumas até perderam o trabalho.


A ministra do Turismo, Orit Farkash-Hacohen, lamentou o "golpe severo" recebido pela indústria do turismo e disse que seu escritório estava preparando um plano de trabalho para trazer os turistas de volta em meados de 2021 - enquanto se ajustava à "era corona".


“Já estamos trabalhando em conjunto com o Ministério da Saúde em um plano de saída do setor de turismo.

O plano vai dar certezas e vai operar sob o princípio de que quem foi mais afetado em tempos anteriores estará entre os primeiros a abrir após o bloqueio ", acrescentou ela, enquanto Israel atualmente passa por seu terceiro bloqueio nacional.

A fim de minorar as dificuldades financeiras dos proprietários de hotéis, o ministério disse que vai disponibilizar subsídios aos hoteleiros no valor total de NIS 300 milhões ($ 93 milhões), que serão dados em três prestações, a última das quais será distribuída em Maio de 2021 .

Fonte Israel Hayom

48 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação