Buscar
  • Kadimah

Cartazes 'Judeus são o vírus' aparecem na Argentina

O DAIA, órgão nacional da comunidade judaica, condena placas na cidade de Neuquen, no sul, que tem 0,13% da população judia



Cartazes antissemitas culpando os judeus pela pandemia de COVID-19 apareceram no fim de semana na cidade de Neuquen, no sul da Argentina, quase 1.100 quilômetros ao sul de Buenos Aires.


Os cartazes continham frases como “Os judeus são o vírus” e “Os argentinos acordam para a ditadura judaica mundial”.


Neuquen tem uma população de 230.000, cerca de 300 dos quais - ou 0,13 por cento - são judeus.

A Argentina instituiu um dos bloqueios de coronavírus mais rígidos do mundo desde março.


“São criminosos, anti-sociais, que só espalham o ódio em uma época em que a sociedade argentina é afetada pela pandemia do coronavírus”, disse à mídia o presidente da filial da organização judaica DAIA em Neuquen, Carlos Maravankin.

“Isso não ajuda a nossa saúde mental e só ajuda as pessoas a ficarem mais doentes.


Ariel Gelblung, o diretor do Simon Wiesenthal Center para a América Latina, disse

“Eles estão espalhando uma mensagem de ódio claramente punível por lei.

Não é de estranhar que aconteça no mesmo local onde a extrema direita obteve 30.000 votos nas eleições preliminares de 2019 ”.

No verão passado, organizações judaicas argentinas e internacionais chamaram a atenção para uma série de ataques antissemitas em todo o país.


Fonte JTA

346 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação