Buscar
  • Kadimah

Ato pelo Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto em São Paulo

Cerca de 1100 pessoas, entre elas 27 diplomatas prestigiaram o evento, que marcou os 75 anos da libertação do campo de extermínio de Auschwitz e lembrou os seis milhões de judeus assassinados durante o Holocausto e as outras vítimas do nazismo.     

            

A Sinagoga da CIP lotada, discursos emocionados, marcaram o  ato da comunidade judaica pelo Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto realizado pela Confederação Israelita do Brasil (Conib), Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp) e Congregação Israelita Paulista (CIP).


Cônsul de Israel Alon Lavi discursa para platéia. Foto: Eliana Assumpção


A noite contou com discursos, homenagens e o acendimento de seis velas por sobreviventes, autoridades políticas, líderes religiosos, institucionais e jovens. 


No hall da instituição, aconteceu a exposição "História e Memória do Holocausto", com curadoria de Ícaro Uriel Brito França e obras feitas por adolescentes que cumprem medida de internação no Centro Socioeducativo de Uberaba (CSEUR – MG), com releituras de poemas e pinturas da época do Holocausto.


Em seus discursos, o governador João Doria, o secretário de negociações bilaterais no Oriente Médio, Kenneth da Nóbrega, os presidente da Conib, Fernando Lottenberg e da CIP, Mario Fleck, e o cônsul de Israel em São Paulo, Alon Lavi, destacaram como mesmo após 75 anos da libertação dos campos de concentração, o antissemitismo continua crescendo  no mundo e a importância de não esquecermos esta barbárie para que ela jamais aconteça contra ninguém.  Também foi frisada a importância do ensino do Holocausto nas escolas, bem como a relevância do Estado de Israel para o povo judeu. 


Fazendo alusão a  Elie Wiesel, no prefácio do livro escrito por David Wyman "O Abandono dos Judeus" o presidente da CIP, Mario Fleck,  frisou: "Como judeus, devemos lembrar a todos os povos que o antissemitismo não é um problema apenas dos Judeus, E como Judeus, devemos estar sempre ao lado certo da luta contra todos os tipos de discriminação e perseguição,  mas acima de tudo,  que lembremos sempre que a maior barreira de proteção que temos, para que o Holocausto jamais se repita e para que a memória de suas vítimas seja honrada, é a existência independente, soberana e forte, de um  Estado chamado Israel.



Tom Venetianer, presidente da Sherit Hapleitá do Brasil, Associação de Sobreviventes do Holocausto. Foto: Eliana Assumpção

Tom Venetianer, presidente da Sherit Hapleitá do Brasil, Associação de Sobreviventes do Holocausto, subiu ao palco representando os sobreviventes que participaram do ato e foi efusivamente aplaudido ao   fazer um clamor à juventude: "Jovens presentes, eis o apelo de nós que vivenciamos a Shoá. Se vocês visitarem o Memorial do Holocausto de São Paulo e ali conhecerem a nossa sofrida história e obtiverem as informações que os capacitem a participar deste hercúleo trabalho,  então a força do vosso idealismo e o vigor da vossa juventude nutrirão a promessa do nunca mais. Vamos nos unir para que possamos garantir a continuidade dessa missão. O "nunca mais" é agora e não pode esperar pelo amanhã que poderá vir muito tarde".



Família de Rachela Gotthilf sobe ao palco para homenagem. Foto: Eliana Assumpção


O ator Sergio Mamberti, que estrela o drama sobre nazismo "O Ovo de Ouro", recebeu das mãos do presidente da Fisesp, Luiz Kignel  uma placa pelos seus relevantes trabalhos artísticos.  A família da sobrevivente do Holocausto Rachela Gotthilf z'l, falecida em 2019, e que teve sua mãe e seus avós executados em um campo de extermínio nazista, também foi homenageada. Ambos foram presenteados com um certificado de plantio de árvores em Israel pelo KKL Brasil.


 O Ato Solene em Memória das Vítimas do Holocausto contou com o apoio da Agência Judaica para Israel, A Hebraica, Arq Shoah, B'nai B'rith, Beth- El, Comunidade Shalom,  Consulado Geral de Israel em São Paulo, Fundo Comunitário, KKL Brasil, Sherit Hapleitá, Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, Pit Cult e Unibes.

37 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação