Buscar
  • Kadimah

As comemorações acontecerão de maneira presencial,online e até mesmo em um Cinema Drive in'




Quando aparecer a primeira estrela na noite de 18 de setembro, cerca de 120 mil judeus de todo o país vão iniciar as comemorações de duas das datas mais significativas e importantes do calendário judaico: o Rosh Hashaná, Ano Novo Judaico, e o Yom Kipur,  o Dia do Perdão, que é celebrado  em 27 de setembro (dez dias após a comemoração do Rosh Hashaná).

Este ano, por conta da pandemia, as comemorações  acontecerão de maneira diferenciada, refletindo a pluralidade da comunidade judaica. 

Algumas Sinagogas vão fazer as cerimônias presenciais, com número reduzido de pessoas e dentro de todos os protocolos de segurança.

Outras farão a transmissão 100% online e sem a presença de público.


Há ainda as que lançaram mão da criatividade, como o Centro Cultural e Social Bnei Chalutzim,  localizado em Alphaville, que fará a finalização das rezas do Yom Kipur em  um  Cinema Drive In, onde as famílias acompanharão as rezas feitas por um cantor litúrgico e um Coral, de dentro dos seus próprios automóveis.

"Daremos início ao ano de 5781 de uma forma diferente, nos adaptando aos novos tempos.

Temos a certeza que nossas orações serão ouvidas para que todos tenhamos um ano melhor, livre da pandemia e com mais espiritualidade.

Nossas sinagogas, cada uma a sua maneira, está se preparando para que todos tenham a possibilidade de cumprir com os preceitos desta festa", declarou Ricardo Berkinensztat, presidente executivo da Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp).

57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação