Buscar
  • Kadimah

Angela Merkel anuncia que a Alemanha doará US$ 66 milhões ao museu de Auschwitz

Por: Toby Axelrod

A chanceler alemã Angela Merkel e o primeiro-ministro da Polônia, Mateusz Morawiecki, segundo da esquerda, receberam uma visita de funcionários do antigo campo de concentração nazista de Auschwitz, perto de Cracóvia, na Polônia, em 6 de dezembro de 2019 (Omar Marques / Getty Images)

A chanceler alemã Angela Merkel, fazendo sua primeira visita a Auschwitz, prometeu um adicional de 60 milhões de euros - ou US$ 66 milhões - em financiamento ao museu memorial.


Merkel entrou no antigo campo de concentração nazista através do infame portão sob a placa que diz "Arbeit Macht Frei" - o trabalho o libertará. Uma comitiva de sobreviventes e dignitários mantinha distância, enquanto ela e seus guias caminhavam lentamente pelo caminho que levava à morte para muitos.


Sua visita em uma sexta-feira fria e ensolarada incluiu um momento de silêncio no chamado Muro Negro, onde cerca de 20.000 pessoas foram mortas a tiros. Juntamente com o primeiro-ministro polonês Mateusz Morawiecki e o presidente mundial do Congresso Judaico, Ronald Lauder, Merkel atravessou o antigo campo da morte, onde mais de 1 milhão de pessoas foram assassinadas.


O último chanceler alemão a visitar o local foi o falecido Helmut Kohl em 1995.


Lauder caminhou com Merkel pelos laboratórios de conservação de 16 anos do memorial, que preservam os artefatos e as estruturas do museu. Lauder levantou dezenas de milhões de dólares internacionalmente para financiar esses esforços de conservação.


Merkel com o presidente do Congresso Judaico Mundial Ronald Lauder, à direita, nos laboratórios de conservação do museu. (Shahar Azran / WJC)

Os soldados do Exército Vermelho libertaram o campo em 27 de janeiro de 1945. Este ano, as cerimônias marcarão o 75º aniversário da libertação.


Merkel, que é chanceler há 14 anos, disse a repórteres que teve o prazer de entregar pessoalmente as "boas notícias" do financiamento.


Os fundos, metade do governo federal da Alemanha e metade dos governos regionais, ajudarão a Fundação Auschwitz-Birkenau, de 10 anos, a atingir sua meta de arrecadar 120 milhões de euros, ou US $ 133 milhões.


___

Fonte: JTA

11 visualizações0 comentário
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação