Buscar
  • Kadimah

30 de novembro é uma data importante para os judeus dos países árabes

por Nessim Hamaoui

Não é uma data muito lembrada pelo seu rabino, nem pelas muitas instituições judaicas instituições que temos ao redor do mundo.

Quase um milhão de judeus foram expulsos dos diversos países árabes e foram buscar um novo lar em muitos países inclusive no Brasil.

Mas esta tragédia é pouco conhecida do mundo e dos judeus.

A data só foi implantada pelo Knesset em 2014 e o dia da Lembrança dos Judeus Refugiados dos países árabes foi celebrado oficialmente pela primeira vez naquele ano.


A data, um dia depois que a ONU votou para aprovar o plano de partição árabe-judaico da Palestina em 29 de novembro de 1947, foi escolhida por seu significado simbólico, evocando a pressão contra os judeus para deixarem suas terras natais em meio à raiva das populações árabes locais sobre o voto.


Judeus em países árabes e muçulmanos começaram a migrar para Israel antes do estabelecimento do estado moderno, mas o número de refugiados aumentou depois de 1947, principalmente sob a direção da Liga Árabe.


Comunidades florescentes em todo o Oriente Médio diminuíram e, em muitos casos, desapareceram completamente.

Estamos falando de uma civilização de 3000 anos que desaparece e sua história não nem contada e nem lembrada.


Nos últimos 20 anos uma serie de instituições se preocuparam em trazer a tona esta história, pois a comunidade mundial só pensava nos refugiados palestinos.

Uma delas foi a JJAC - Justiça para Judeus dos Países Árabes , na qual fiz parte de 2005/2010 como representante brasileiro nomeado pela CONIB.

O trabalho desse grupo foi tentar sensibilizar governos e instituições do que realmente aconteceu nos países árabes com os judeus.

Também foi feito um intenso esforço para levar para a comunidade judaica esta história

com palestras e a exibição de um documentário além do levantamento dos nomes e bens dos judeus que lá viveram.

Aqui no Brasil, além disso desenvolvemos uma serie de artigos e matérias especiais nas nossas publicações.

Hoje, os judeus de ascendência oriental constituem mais da metade da população de Israel.

235 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
banner-2021.png

Seja um Patrono Kadimah

Apoie a Revista Kadimah e fortaleça mais ainda a publicação